27 de nov de 2010

Irmãos que foram levados pela correnteza continuam desaparecidos

Os dois irmãos, um de nove e outro de 10 anos, que caíram em um córrego e foram levados pela correnteza durante o temporal que atingiu a cidade de São Paulo na tarde desta quinta-feira, dia 25, continuam desaparecidos.


A busca dos bombeiros começou logo após o acidente e já dura 24 horas.

O entulho e a escuridão de trechos canalizados atrapalham as equipes.
Por enquanto nenhum vestígio das crianças foi encontrado.
A ação dos bombeiros conta com a ajuda de um funcionário da prefeitura que trabalha na limpeza dessas galerias.
Os irmãos voltavam da escola quando decidiram visitar o avô.
A chuva havia diminuído, mas o volume de água era forte demais.
O córrego é o mesmo onde há um mês um casal morreu afogado.

26 de nov de 2010

Bombeiros buscam crianças levadas por água de córrego

Depois de um dia de alta temperatura, uma forte chuva caiu na cidade no fim da tarde de ontem. Duas crianças desapareceram supostamente levadas pelas águas de um córrego na zona sul.
Três equipes dos bombeiros realizavam as buscas na noite de ontem em um córrego na rua Carlota Marchisio, em Americanópolis, na zona sul da capital.

O helicóptero Águia, da Polícia Militar, também tentava encontrá-las.

O Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) registrou com as chuvas de ontem 25 pontos de alagamento e granizo na Barra Funda, Consolação, Campo de Marte, avenida Marquês de São Vicente com ponte Júlio Mesquita, ponte do Limão, rua Barão de Limeira, parque Ecológico do Tietê e no Butantã.

Toda a cidade ficou em estado de atenção, que foi retirado às 19h20. O aeroporto de Congonhas chegou a ficar fechado das 18h02 às 18h17. A circulação do Metrô foi afetada pelas chuvas. As linhas Vermelha e Verde operaram com restrição de velocidade.

Cidade registrou 25 pontos de alagamento e chuva de granizo

23 de nov de 2010

Bombeiros procuram homem que desapareceu na Praia do Sonho, em Palhoça SC

Mergulhadores e um bote inflável do Grupo de Busca e Salvamento dos Bombeiros (GPS) continuam as buscas ao homem que desapareceu na Praia do Sonho, em Palhoça, na Grande Florianópolis, no final da tarde deste sábado.

De acordo com a família, que não quis dizer o nome do rapaz, ele tinha 20 anos e era natural de Quilombo, no Oeste de Santa Catarina. Há um ano ele teria ido morar em Forquilhinhas, em São José.

O rapaz teria ido passar o fim de semana com uns amigos, em uma casa na Praia do Sonho. Por volta das 18h eles teriam ido para o mar. A correnteza estaria muito forte e o rapaz acabou sendo puxado. Ainda segundo a família, os amigos teriam tentado ajudar, mas um deles quase teria sido arrastado também e quase se afogou.

De acordo com os Bombeiros, as buscas continuam. As equipes saem às 8h e só deixam de procurar quando o sol se põe.