30 de abr de 2013

Número de mortes e afogamentos diminui nas praias do litoral de SP

Operação Praia Segura aconteceu entre
 dezembro e março de 2013.

Guarda-Vidas em uma das praias do litoral de São Paulo

O número de afogamentos e mortes por afogamento, no litoral de São Paulo, diminuiu durante a Operação Praia Segura 2012/2013. Em relação a 2012, houve uma redução de 26% de afogamentos. Além disso, todas as crianças perdidas foram encontradas. A Operação Praia Segura, desencadeada pelo Corpo de Bombeiros, por meio do Grupamento de Bombeiros Marítimo (GBMar), foi iniciada no dia 21 de dezembro de 2012 e encerrada em 31 de março de 2013.

Durante esse período foram realizados 1.929 salvamentos, contra os 2.312 do ano passado. Também foram registradas menos mortes em relação a operação anterior, uma redução de 26%. Houve 37 mortes neste ano e 50 em 2012. Em relação a 2011, houve uma redução ainda mais significativa de 60%. Todas as 563 crianças que ficaram perdidas foram encontradas. Houve também 56.144 ações de prevenção. Além disso, os bombeiros distribuíram 600 mil pulseiras de identificação às crianças nas praias, além de 500 mil folders com dicas de segurança nas praias.

Durante esses meses, o esforço foi do Corpo de Bombeiros, das Prefeituras Municipais de 14 cidades do litoral e empresas socialmente responsáveis. Houve a contratação de mão de obra temporária para atuar juntamente com o Corpo de Bombeiros na proteção a banhistas nas praias de todo o litoral. A operação contou, pela primeira vez, com a contratação de 607 guarda-vidas por tempo determinado pelo estado. A operação contou com 1.525 guarda vidas oferecendo proteção nos mais de 600 km de costa do Estado de São Paulo, o que representa cerca de 314 praias.